O Propósito:


Think global, 
act local.

– Friends df the earth, 1971

Conexão e Desglobalização.

A conexão sem limites abre espaço para uma nova era: a era da Glocalização. Quando construímos processos que abraçam todas as vozes nas operações fundamentais de uma marca — da produção à comunicação —, não apenas projetamos para alguém, projetamos com alguém. Estabelecer um processo de operação Glocal é muito mais do que encurtar distâncias, é restaurar nossos próprios olhares, aprendendo a enxergar oportunidades e perspectivas em novas fontes de sabedoria. Afinal, se a cultura global é uma síntese de culturas locais, nossa metodologia Glocal nasce desse reconhecimento.

Fotógrafo: Rogério Cavalcanti – Centro de São Paulo, Brasil (2000)
Porque acreditamos no Glocal. 

À medida que as rachaduras em nosso sistema se alargam, englobando dentro delas uma variedade de desafios, pandemias globais, catástrofes ecológicas, turbulências econômicas e um ajuste de contas com sistemas de opressão (de gênero, racial e político), entramos em uma nova fase em nossa história evolutiva e cultural, na qual construir um terreno comum entre nossas muitas divisões se torna o único antídoto para reumanizar o planeta.

Não temos dúvidas: para restaurarmos a biodiversidade, devemos antes abraçarmos a diversidade. Os antídotos que buscamos tão desesperadamente serão encontrados na sabedoria do conhecimento ancestral indígena e na inteligência natural da própria Mãe Natureza.

Na prática, nossa missão é o fortalecimento de alianças que impulsionem novas práticas, não apenas a favor do desenvolvimento da economia local, mas também, principalmente, que resgatem a sabedoria ancestral. Como agentes do bem viver, guiamos nossos esforços para as comunidades produtoras: ribeirinhas, quilombolas, povos indígenas e pequenos agricultores da região amazônica.

Fotógrafo: Rogério Cavalcanti – Ribeirão Preto, Brasil (2008)

Após anos de crescente desconfiança nas instituições que estruturam nossas vidas, a era da pandemia deixou uma coisa clara: perdemos a fé nos sistemas porque eles falharam conosco. A necessidade de invertermos tudo e corrigirmos o curso de todas as coisas torna-se evidente. Temos certeza de que, ao aproveitarmos esta oportunidade para reconfigurar eticamente os processos, seremos levados a um novo rumo, muito mais humanista, muito mais planetário, em que as necessidades humanas essenciais servirão como nossa bússola na busca por reestruturar todas as cadeias e suas sociedades.

CADEIAS PRODUTIVAS SUSTENTÁVEIS.
Instituto BKK I CBKK S/A I Ekosfera

Uma disrupção a serviço das futuras gerações.

© 2021 BKK/CBKK/Ekosfera. Todos os direitos reservados.

contato@ekosfera.org.br

Youtube
Nosso site não armazena e não processa nenhuma informação enviada por você.
Entretanto, plugins de terceiros podem registrar a sua localização e os eu endereço IP.
Vimeo
Nosso site não armazena e não processa nenhuma informação enviada por você.
Entretanto, plugins de terceiros podem registrar a sua localização e os eu endereço IP.
Google Maps
Nosso site não armazena e não processa nenhuma informação enviada por você.
Entretanto, plugins de terceiros podem registrar a sua localização e os eu endereço IP.